Secretaria Geral de Controle Interno

Prefeitura Municipal de Macuco

Secretário: Débora S. Torres

 

Links Úteis

Câmara Municipal de Macuco Alerj Governo do Estado do Rio de Janeiro Portal do Brasil Nota Fiscal Eletrônica
Portal da Transparência






Macuco tem contas de 2014 aprovadas pelo TCE-RJ

 

Em decisão plenária ocorrida nesta terça-feira, 3, o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) aprovou as contas da administração financeira da Prefeitura de Macuco, referente ao exercício de 2014, sob a responsabilidade do prefeito Félix Lengruber. Acompanha o parecer favorável, entre outras observações, a recomendação para que a administração municipal atente para a folha de pagamentos.

Os gastos com pessoal apresentaram risco de superar os limites previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A folha encerrou o segundo semestre somando o correspondente a 51,22% da Receita Corrente Líquida (RCL), próximo ao limite prudencial previsto na LRF, que é de 51,30% da RCL. O relator do processo é o conselheiro Domingos Brazão. A Câmara Municipal fará a apreciação final das contas.

Ainda no que se refere aos gastos com pessoal, embora a folha do Poder Executivo tenha registrado redução de 5,58% comparado com o registrado no exercício anterior, a despesa contabilizada em 2014 ficou próxima dos limites legais, colocando em risco o cumprimento da LRF. A folha recebeu dos cofres públicos no primeiro semestre o equivalente a 50,97% da RCL e no segundo semestre 51,22% da RCL. O limite máximo permitido é de 54% da RCL como manda a LRF.

 

Uma excelente notícia foi alcançada a partir dos investimentos da equipe do prefeito Félix Lengruber no que tange ao setor de Educação. A Prefeitura de Macuco destinou R$ 7.113.552,79 à manutenção e desenvolvimento da educação básica, correspondente a 30,08% da receita com impostos arrecadados e transferências, ultrapassando a obrigação determinada pela lei, já que o mínimo exigido é de 25% de aplicação, conforme a Constituição Federal.

Em relação ao Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), as despesas com remuneração dos profissionais do magistério em efetivo exercício alcançaram R$ 2.200.811,88. O valor representa 81,75% do total recebido do Fundeb, que somou no exercício o valor de R$ 2.692.211,44. O resultado mostra que o município cumpriu o exigido pela Lei Federal 11.494/07, que determina aplicação mínima de 60%.

Outra meta superada pela Prefeitura de Macuco no exercício de 2014 foi com a área de Saúde. A Administração Municipal destinou R$ 5.711.707,69 às ações e serviços de saúde pública, o que corresponde a 24,41% do total de impostos arrecadados e transferidos. Com isso, a obrigação foi cumprida, já que o mínimo exigido pela Constituição Federal é de 15%.

Por: Ricardo Vieira

ASCOM Macuco