Secretaria de Saúde e Combate às Drogas

Prefeitura Municipal de Macuco

Secretário: Flávio Boaretto Rozado

 

Links Úteis

Câmara Municipal de Macuco Alerj Governo do Estado do Rio de Janeiro Portal do Brasil Nota Fiscal Eletrônica
Portal da Transparência






Novembro Azul alerta homens sobre exames preventivos do câncer

 

O preconceito aliado à falta de informação leva homens a ignorar as consultas aos urologistas e, consequentemente, aos exames que podem identificar o câncer de próstata, como o toque retal. Estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostra que 51% dos homens nunca consultaram um profissional da área, o que negligencia uma das doenças mais comuns entre o gênero. Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) mostram que em 2016 estão estimados 61,2 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil, o que representa sete novos casos a cada hora.

Depois de o mês de outubro ser marcado pela campanha de mobilização para prevenção do câncer de mama, conhecida como Outubro Rosa, agora é a vez dos homens. O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem. A campanha Novembro Azul alerta a população para a realização do exame de toque e da dosagem sanguínea do PSA (Antígeno Prostático Específico) que podem indicar precocemente o aparecimento do tumor e evitar as consequências do segundo câncer que mais mata entre os homens.

Para o tratamento contra a doença ser eficiente, é necessário que o tumor seja identificado o mais rápido possível. Para isso, a conscientização da população é importante. Quando o tumor é identificado precocemente, os pacientes podem ser operados, submetidos à radioterapia, ou mesmo serem somente acompanhados sem nenhum tipo de tratamento. As chances de cura, dependendo das características do câncer, são de mais de 95%. São números expressivos, em se tratando da cura de uma doença tão frequente.

Nos últimos cinco anos, o número de mortes por câncer de próstata aumentou. Isso ocorreu, segundo defendem alguns médicos, depois que uma organização não governamental norte-americana (USPSTF) preconizou que a dosagem do antígeno prostático específico, o PSA – substância produzida pela próstata – não mais deveria ser realizada rotineiramente. A USPSTF defendeu que não havia benefícios para o uso do diagnóstico precoce. Porém, pesquisas mostraram o contrário. Pacientes que nunca realizavam o PSA tinham sua doença diagnosticada em fases mais avançadas, e, com isso, maior incidência de metástases, do que os que realizavam exames rotineiros.

Em Macuco, homens com idade acima de 50 anos devem se mobilizar para garantir que a investigação seja feita o quanto antes e evite problemas futuros. Para isso, devem procurar um posto de saúde (Centro, Reta, Barreira e Volta do Umbigo) para realizar exames de rotina. Os sintomas do tumor são dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina, dentre outros. Quem tem histórico familiar da doença deve avisar o médico, que indicará os exames necessários.

Por: Ricardo Vieira

ASCOM Macuco